http://amzn.to/2vXW7B8

Resenha "Paixão Libertadora" livro #2 de Sophie Jackson

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415421
Ano: 2016
Páginas: 352

Sinopse: Max OHare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.
É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.
Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois...
Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.


 Esta  resenha pode conter spoilers para quem não leu os livros anteriores


Paixão libertadora é o segundo livro da trilogia Desejo Proibido que traz uma história sensual e apaixonante sobre segundas chances. No primeiro livro Desejo Proibido vamos acompanhar o desenrolar do amor entre Carter e Kat que continua no breve conto Eternamente você onde nos deliciamos com os momentos de felicidade deste casal que ficam noivos e Carter escolhe para padrinho o seu melhor amigo Max. Este se encontra em uma clínica de reabilitação e Carter faz de tudo para ajudá-lo além de cuidar de sua oficina mecânica e do que precisa. Ele e Kat resolvem esperar a sua recuperação para poderem marcar o casamento. 


Neste livro vamos conhecer a história de Max O'Hare e Grace Brooks que vão aprender a confiar e amar não  só com o corpo , mas também com a alma.

Max luta para vencer a depressão e as drogas para poder encontrar seu caminho na vida. Seu pai era um bom homem e o criara sozinho, mas mesmo assim ele foi um rapaz rebelde. Max sentiu uma grande dor com a morte do pai acometido pelo câncer. "Ele queria ser forte como o pai, nobre e dedicado, mas sempre fracassara."

Seus amigos sempre o apoiaram - eram como família - mas  ele era um covarde e  vivia no limite enchendo a cara, pegando mulheres, se envolvendo com drogas, se tornando traficante sendo baleado e preso.  Até que conheceu seu grande amor - Lizzie - que o fez permanecer limpo e andar na linha. Um bebê não planejado o levara a ficar noivo e a prometer amor eterno. Mas Christopher o seu bebê morreu no sétimo mês de gravidez. Uma perda que o destruiu por mais que tentasse ser forte voltando a bebedeira e a cocaína. Uma dor que desestruturou o relacionamento deixando Lizzie transtornada em total depressão que foi embora sem uma palavra, sem um adeus. 

Durante a sua reabilitação Max teve que enfrentar todos os seus medos, mágoas e tudo que o levara a depressão. Elliot era seu padrinho que o ajudava a se manter sóbrio e conseguiu com ele fosse superando seus traumas.Começou a ter aulas de arte com Tate Moore,médico, ex-combatente do Iraque que usava bengala. Max descobriu que Tate era irmão de seu amigo Riley que estava cuidando de sua  oficina. Como pintava carros com spray quando garoto foi bom poder se expressar com suas artes. "- Quero conseguir... me expressar melhor. Porque preciso ficar melhor." E ele conseguiu entre o  apoio de Elliot e Tate além das sessões em grupo, das aulas de artes e a academia receber a cada mês uma medalha por se manter limpo. Depois de três meses finalmente estava indo para casa.

Foi morar com Carter e Kat, mas acaba não se adaptando resolvendo ir para o interior no condado de Preston, na Virgínia Ocidental, indo morar na pensão Masen's de seu tio Vince . Vai ajudar o tio na construtora indo junto com sua equipe trabalhar nas obras e reformas.Quando vai ao bar com o pessoal conhece  a jovem Grace que serve no balcão.

Grace Brooks é uma mulher de 26 anos que gosta de arte e fotografia. Tinha pouco tempo que viera morar em Virgínia para tentar uma nova vida longe do passado que deixara fortes cicatrizes. Sofrera nas mãos do ex-marido que acabou se envolvendo com pessoas erradas e chegava em casa bêbado e chapado descontando a raiva nela.  "Um homem que a teria matado  se um vizinho que ouviu seus gritos não tivesse chamado a polícia." 

Apesar de tudo porque passou ela estava seguindo em frente, sendo forte, encontrando o lado bom da vida. Estava animada com a nova casa que comprara e o seu trabalho no bar. Seu irmão Kai foi visitá-la e conhecer a casa que estava passando por uma boa reforma. Ficava preocupado dela estar morando sozinha e só indo a Whashington a cada duas semanas nas sessões de terapia, mas ela estava bem.

Max e Grace estão morando na mesma pensão o que faz com que se encontrem constantemente e com o tempo passam a se conhecer melhor. Os dois tem suas cicatrizes, traumas e  estão tentando recomeçar suas vidas e vai ser muito lindo a forma com que se aproximam e conseguem se abrir um com o outro cada um respeitando o seu espaço. Os dois se sentem atraídos e não querem relacionamento sério e acabam fazendo um pacto para que a relação deles seja apena sexo. Max tem problemas sérios com apego e confiança, não quer se envolver com nenhuma mulher e Grace tem suas crises de pânico com medo que a toquem e de ter relações novamente com alguém. Duas pessoas que precisam uma da outra, que se gostam, em quem confiam e podem contar quando precisarem.
"Está tudo bem - sussurrou ele. - Estou aqui. Não vou deixar ele machucar você."
Vamos presenciar os dois correndo juntos diariamente, Grace tirando fotos dele e de vários lugares que ele a leva para conhecer, os passeios com a família e amigos com momentos divertidos e engraçados. Com o tempo nasce um sentimento forte entre os dois e Max não consegue enxergar e entender o que sente - para ele não existia o "felizes para sempre" depois de todas as pessoas que perdera na vida.
"- Não tenha medo - disse ela, esfregando o nariz no dele. - Não de mim. Eu só quero amar você."
Max questionava seus sentimentos por Grace e era muito para ele, para um viciado suportar. E foi quando o passado bateu a sua porta e o leitor vai acompanhar o desfecho desta história com o coração na mão e desejando que ele possa se dar o direito de voltar a amar e encontrar a felicidade. Será que é tarde demais?
"Sei que machuquei você e vou lamentar isso a vida toda. Sempre vou ser um viciado e também não posso mudar isso. Tudo o que posso fazer é prometer que vou lutar contra isso todos os dias. Por nós. Por você."
Uma história que transborda sentimentos e Sophie Jackson mais uma vez impressiona e mostra que nasceu para ser escritora. Capa simples e linda e dando vida a cada livro com suas cores. Uma leitura mais que  recomendada e espero que venha logo o próximo livro porque estou curiosa para saber o que aconteceu com o Riley. 


Livros anteriores:

   


#EuLeioArqueiro




Livro cedido pela nossa parceira Editora Arqueiro




4 comentários

  1. Oi, Irene!
    Infelizmente esses livros não me chamam atenção, apesar de gostar do estilo e achar as capas lindas.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  2. oi Irene, o que eu mais gosto nos livros da autora são os enredos surpreendentes, fora no comum que colocam em xeque as atitudes e falhas dos personagens
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Irene! Vc sabe que adoro um romance, mas ainda não tive a oportunidade de ler essa série, a resenha só me deixou com mais vontade ainda! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Irene
    Esse livro vai ser a minha próxima leitura :)
    Pelo que eu li na sua resenha, com certeza vou gostar da história do Max *-*
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...