http://amzn.to/2vXW7B8

Resenha do livro " Faces de um Anjo " de Hermes M. Lourenço - Editora Dracaena

 
Sinopse:
Leticia Lorn, uma renomada física é chamada por um genial professor do Instituto de Tecnologia para encontrar respostas em uma pesquisa secreta: A possibilidade de viajar no tempo, através de uma esfera de origem obscura, encontrada em Luxor - Vale dos Reis. Enquanto envolve-se com a pesquisa, misteriosamente surge Samael, um psicopata que inicia uma verdadeira caça as bruxas, cometendo assassinatos brutais com traços da Santa Inquisição de forma a incriminar a brilhante pesquisadora e roubar a esfera, podendo assim interferir no espaço-tempo e até mesmo na história da humanidade. De forma equilibrada o autor nos leva a um mundo mesclado de magia e suspense, desafiando o leitor ao exercício das deduções, fazendo-o mergulhar em uma nova realidade. Uma leitura capaz de envolvê-lo do início ao fim, que o conduzirá a um final surpreendente e instigante. A chave é acreditar.





Título: Faces de um anjo
Autor:
Hermes M. Lourenço
Editora:
Dracaena
Edição:
1 / Ano: 2011
Nº de páginas:
 256


A primeira impressão que tive, foi que o livro parecia ser escrito por Dan Brown. Isso é sim, um elogio. Brown escreveu um dos melhores livros de suspense da década passada.  A característica marcante desta história que revela a semelhança, está no inicio, que apresenta fatos entrecortados, e nos capítulos que ora são escritos na voz de Letícia, ora na dos policiais Pâmela e Morgan e ora pela do assassino.

Um bom suspense é aquele que te deixa em agonia e alerta o tempo inteiro, e que por isso te faz ignorar as pistas dadas pelo autor. Desde o início estava na cara do leitor quem era o assassino de “Faces de um anjo”, mas a tensão só me fez descobrir depois da segunda metade do livro.  A Rainha do Crime era mestra nisso. Fazia você ver a verdade e depois descarta-la achando que era uma ideia absurda. É claro que o autor não foi tão genial quanto ela nesse aspecto, mas chegou bem perto.

Porém, como eu sou muito chata, tenho que apontar uma coisa. Não chega a ser um defeito, talvez seja até uma qualidade fazer o leitor sentir raiva dos personagens, e ele conseguiu me deixar bem irritada quando descreveu os agentes americanos da AIA. Isso porque depois de assistir CSI, você fica meio esperto quando o assunto é métodos de investigação, e A Pâmela e o Morgan são terrivelmente ineficientes. Quem já se viu descartar um suspeito que entrou na cena do crime mais ou menos no horário que tudo aconteceu, só porque ele não parecia ter o perfil? Afinal, as aparências não enganam? Ok que a maioria das evidências apontavam para a personagem Letícia, mas se você quer descobrir um culpado, você primeiro tem que checar as possibilidades. Na minha cabeça os apelidei de “fucker and sucker”. No entanto, sei que a intenção do autor era mostrar que esses policiais estavam desesperados para achar o culpado e recuperar o objeto roubado por motivos pessoais e descarregando seus problemas numa pessoa inocente. Mas que deu raiva, deu (estou dando um sorriso amarelo agora). Reparem não que eu sou muito passional quando se trata de livros.

Saindo de um polo a outro, esse livro também fala da mitologia celta. Em meio a essa grande investigação policial, existe um segredo na família de Letícia que os liga diretamente ao mago Merlin e sua linhagem celta.  Esse mistério também ata essa família  ao objeto roubado, através de um símbolo que remonta a sagrada trindade. Para nós, é Deus Jesus e o Espírito Santo, mas para os celtas tem a ver com a virgem, a mãe e a anciã, ou também com a trindade “mente, corpo e espírito”. Este símbolo encontra-se no objeto esférico que é roubado das pesquisas de Letícia e Isaac, mas também pertencente à tradição da família Lorn, que é a da personagem principal.

Acusada injustamente por um crime cometido contra sua família e seu projeto de pesquisa científica, Letícia teve que ter muita fé, astucia e coragem para mudar todo aquele quadro sinistro que fora armado para ela. Sem falar no sacrifício que escolheu fazer no final para que tudo desse certo e menos pessoas inocentes se machucassem. Acredito que a história também lança a pergunta: “em quem podemos confiar?” e nos faz pensar sobre nossos valores e egoísmos.

Por fim, recomendo esta leitura rápida a todos amantes de suspense com estômago e coração fortes, pois algumas cenas descritas no livro são bem sangrentas. Parabéns ao autor Hermes Lourenço pela obra!


 
Book Trailer



Avaliação 5 - Excelente

12 comentários

  1. Não é o tipo de leitura que me agrada...
    :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, mas acredito que há outras resenhas por aqui que vão lhe agradar bastante!

      Excluir
  2. Gosto de romance policial, mas acredite ou não, não curto muito Dan Brown. :)

    Sua resenha foi boa. Concisa e direta, mostrando os pontos fortes e fracos do livro. Parabéns! :)

    Beijooooooooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, mesmo não curtindo o Dan Brown acho que se vc gosta do gênero poderia se surpreender com aleitura. Obrigada pelos elogios!

      Excluir
  3. Falou de literatura celta eu lembro logo das Brumas de Avalon :) Eu não sou muito de suspense, mas li o Codigo daVince e gostei, se esse livro se assemelha a ela então é uma boa pedida para os fãs do gênero!!! E Aleska, eu também sou super passional com o que leio!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rssss as boas histórias nos envolvem totalmente né? teve uma vez que eu xinguei a tv qdo um personagem fez besteira no filme e meu tio ficou achando que eu era doida kkkk

      Excluir
  4. Menina esse deixou uma curiosidade e tanto. Ser comparado a Dan Brown já viu que é hiper bom! Gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então fique atenta que a chefinha deve fazer um sorteio desse livro.

      Excluir
  5. Ah, mas me interessei por este livro ;) Gosto de suspense, de romance policial, adorei o Código Da Vinci, então meio que me senti em casa, e parece que o livro é muito bem desenvolvido. Mais um ponto positivo para os autores nacionais ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou uma coisa importante. Muita gente não dá valor aos nacionais, mas esse até me surpreendeu.

      Excluir
  6. Olá Alê!
    Obrigado pela resenha. Comprometo-me a melhorar nas próximas publicações ;)
    Um forte Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. seu livro estava bom, eu é que impliquei com alguns personagens pq sou mt cricri.

      Excluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...