http://amzn.to/2vXW7B8

Resenha do livro "Sangue na Neve" de Lisa Gardner

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581631998
Ano: 2013
Páginas: 416
Tradutor: Sylvio Monteiro Deutsch



Sinopse: 
A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de  fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples.
No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni  e - afinal - onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo?Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha?
D.D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial. 



Uma mulher é capaz de tudo para defender aquilo que ama.

“Talvez, para todos nós, essa linha entre o bem e o mal seja mais fina do que deveria ser. E talvez, para todos nós, uma vez que você cruzou essa linha, não tenha volta. Você era quem era, e agora você é quem é. (pág 348)


Tessa Leoni teve uma infância difícil, mas agora se tornou uma policial respeitada. Tem uma filha, Sophie, que é o seu maior tesouro. Porém a vida de uma mulher sozinha que trabalha e tem que criar uma filha não é nada fácil. Num churrasco de 4 de julho na casa de seu colega Shane ela conhece Brian Darby, um engenheiro de sucesso e que consegue conquistar o coração da pequena Sophie e que mostra para Tessa que elas podem ter uma vida diferente, uma vida com amor. E a vida era perfeita até que numa
manhã após voltar do trabalho ela atira friamente em seu marido e sua filha desaparece.

"Brian Darby morrera na cozinha da casa dele. Três tiros, bem juntos, no meio do torso. (...) O torso é a área com maior porcentagem de acerto e, se você estiver atirando, é bom estar defendendo sua vida ou a de alguém, isto é, estar atirando para matar." (pág 23)

A Detetive D.D Warren é chamada a atender este caso, e descobrir o que levou uma mulher como Tessa Leoni a matar o seu marido. Aparentemente ela sofria de violência doméstica, estava toda machucada. Tudo leva a crer que seria um caso simples, mas ela descobre que não foi o primeiro crime cometido por Tessa. Além disso sua filha, uma menina de 6 anos estava desaparecida. D.D tem um desafio em mãos e a cada nova descoberta maiores são as suas dúvidas sobre o passado de Tessa, uma mulher sem amigos e que esconde sua família.  Sem saber qual a verdade sobre o caso, e encontrando indícios que mostram que tudo é mais estranho do que aparenta ser, D. D. é obrigada a correr contra o tempo para salvar a vida de uma criança. Isso se Sophie  ainda estiver viva...

"D.D. não queria pensar na menina. Uma esposa atirando num marido, tudo bem. Uma criança desaparecida... Esse caso ía terminar mal." (pág 31)

Os capítulos são alternados em primeira pessoa, sob a visão de Tessa Leoni, e em terceira pessoa, narrando os fatos do cotidiano de uma detetive como D. D. Warren. Dessa forma, o livro se torna mais ágil  Duas mulheres de personalidade forte, e dessa forma podemos descobrir um pouquinho mais de seus sentimentos internos, o que cada uma pensa sobre determinada situação. Na verdade, Tessa Leoni está sempre um passo a frente de todos e assim nos apresenta os fatos como realmente são enquanto que a detetive D.D. nos apresenta seu parecer como ela acha que é.

"(...) Mas os ferimentos no rosto de Tessa Leoni pareciam bem reais. O medo por causa do desaparecimento da filha era genuíno. Mas a cena... a ausência de ferimentos de defesa, uma policial que usou primeiro a arma quando tinha todos os recursos do cinturão à disposição, uma mulher que acabara de fazer aquela declaração emocional enquanto evitava cuidadosamente fazer contato visual... (pág 52)

Gostei do ritmo da narrativa e das surpresas que o enredo guardam. Sangue na Neve foi passional, cheio de emoções, cheio de reviravoltas, cheio de planos e estratégias incríveis. Gostei muito dos personagens e não posso deixar de citar Bobby, o parceiro de D.D., muito bom! É uma boa leitura e eu recomendo para quem gosta de policiais e também àqueles que não estão tão acostumados, como eu.

"- Aqui está a pergunta: qual é o primeiro instinto de um trooper, proteger a si mesmo ou as outras pessoas?
- Proteger os outros.
- E qual a principal prioridade de uma mãe? Proteger a si mesma ou a seus filhos?
- Os filhos.

- E ainda assim, a filha da trooper Leoni está desaparecida, e a primeira coisa que ela faz é notificar o representante do sindicato e arrumar um bom advogado.
- Talvez ela não seja uma trooper das melhores - disse Bobby.
- Talvez ela não seja uma mãe das melhores - respondeu D.D." (pág 52/53)

Book Trailer









Luci Cardinelli  Professora, atuou como profissional do mercado de capitais e atualmente é artesã. Além disso é amante da leitura e apaixonada por filmes, principalmente pelos antigos e dramas, só não assiste terror e acompanha diversas séries da TV. Ama arte, viajar e MPB.


4 comentários

  1. Oi
    Eu já li Sangue na Neve e adorei!! Gosto muito dessa autora, seus livros são sempre muito legais!
    Parabéns pela resenha, ficou ótima
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  2. Oi Irene,
    Li sua resenha e acabei de anotar na lista de desejado. Fiquei bem curiosa com o livro e a capa me chamou muita atenção.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro a Lisa Gardner, gostei muito dos dois livros delas que li, agora me deu uma vontade enorme de continuar a leitura de "Sangue na Neve", que estou em mais da metade já. Incrível como ela escreve bem e cativa o leitor ;)

    Dois abraços!

    ResponderExcluir
  4. Só li Viva para Contar da autora, e simplesmente amei! Ainda não li os outros livros dela por falta de dinheiro e oportunidade, no único dia que tinha dinheiro pra comprar, não tinha o livro na livraria que eu fui :(
    Gosto muito do gênero policial, demais mesmo, e também adoro a narrativa da Lisa Gardner. Espero ler esse livro assim que possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...