http://amzn.to/2vXW7B8

Resenha do livro e filme "Um Dia " de David Nicholls - Editora Intrínseca


Um Dia – Filme e Livro



Título: Um Dia
Subtítulo: Vinte Anos, Duas Pessoas
Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 416
Edição: 1ª
Ano: 2011

Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Emma levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Apesar de Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess) terem feito juntos a faculdade, só se “encontraram” no dia da formatura. Ela já o tinha notado e o achava lindo, e por isso, ela que se achava feia e sem graça, ficou radiante por estar com ele. Terminam o dia na cama e dormem juntos, mas apenas dormem juntos. Após a formatura suas vidas tomariam caminhos diferentes, mas quem sabe poderiam ser amigos e se reencontrarem?

Era 15 de julho, Dia de São Swithin, e a história deles é contada sempre no dia 15 de julho ao longo de 20 anos, de como estava a vida deles naquele dia em cada ano e o que haviam vivido no último ano. Assim vamos acompanhando a vida de cada um e a amizade (?) que os une. Os dois são muito diferentes e o ponto alto para mim é justamente os personagens, muito bem construídos, são bem melhores que a própria história. Emma é inteligente, espirituosa, sonhadora, cheia de ideais, tem baixa auto-estima, insegura e pouquíssimas posses. Dexter, é rico, bom vivant, não sabe o que quer da vida, totalmente perdido, inconsequente e arrogante. Eu não posso falar muito sobre Dexter, pois cheguei a ter raiva dele, acho que ele não merecia Emma e me pergunto até agora se ele realmente a amava.

Comecei pelo filme e separei os lencinhos de papel, já que diversas pessoas me disseram que seria impossível não me emocionar. Não aconteceu, já assisti filmes onde o ponto alto da história era igual e me causou mais impacto e me emocionei de verdade. Confesso que se não tivesse lido tantos elogios, teria parado de assistir o filme antes da metade, mas fiquei pensando, não pode ser, tem que melhorar muito em algum momento. Quando terminei de assistir, tinha certeza de que o livro deveria ser melhor, e na minha opinião realmente é. Ler sobre os sentimentos, os pensamentos deles faz uma grande diferença. Além disso apesar de pessoas dizerem que tudo que está no livro, está no filme, não é verdade. No livro você conhece muito mais cada personagem, principalmente Dexter, que no filme você não consegue ter a verdadeira dimensão sobre ele.

Há ótimos diálogos, mas também há muita coisa que julguei desnecessária. É um bom livro, vale a pena ser lido, mas na minha opinião está longe de ser classificado como maravilhoso e inesquecível como muita gente o classificou. 

Uma opinião final bem pessoal : Nenhuma mulher deveria ser tratada como Dexter a tratava.

Uma curiosidade minha: Jim Sturgess não me convenceu como Dexter e quando li o livro a imagem dele que veio sem que eu procurasse por uma, foi a do Johnny Depp :D Já Anne Hathaway é a própria Emma, não poderia ter sido outra atriz.



O roteiro do filme foi escrito pelo próprio autor e isso me fez entender menos certas pequenas mudanças que ele fez. Acredito que se o roteiro tivesse sido escrito por outra pessoa teria sido bem melhor



  Leia o 1º Capítulo do livro aqui


Avaliado com 4 livrinhos - Muito bom




 
 

7 comentários

  1. Nossa, gostei, estou ansiosa para ler o livro...
    E concordo geralmente, quer dizer, sempre, o livro vai ter algo mais que o filme e com certeza é mais envolvente!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Letícia, o livro sempre nos permite mais. Porém há filmes ótimos, mas esse deixou mesmo a desejar.

      beijo e boa semana!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa postagem!!!! Particularmente, não gosto de ver o filme primeiro... Sempre ouvi falar muito do livro e depois do filme, porém nunca tive muita curiosidade... sua resenha me despertou uma vontade de conferi-los!!!

    Beijos amiga!!!

    Vivian

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler este livro! Já tive a oportunidade de ver o filme, mas quero ler o livro primeiro, me disseram que é muito bom, e fiquei ainda mais curioso com, a resenha da Luci, pois foi bastante sincera.

    Adorei. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. LI 1º o livro antes de ver o filme, e achei o filme um lixo, péssimo, jamais mostraram a real história dos 2 lá, ficou mto mal feito, assim como o filme "Para sempre" outro lixão.

    ResponderExcluir
  6. Não li este livro ainda, mas já assisti o filme, e gostei bastante. Tenho muito medo de ler o livro e descobrir que fui enganada como em um trilhão de filmes que foram "baseados" em livros. Não entendo porque não usam o livro como roteiro? rs
    Amo romances e sempre choro litros...

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...