http://amzn.to/2vXW7B8

Resenha "A Menina da Neve " de Eowyn Ivey


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581638010
Ano: 2015
Páginas: 352


Sinopse
Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

REALIDADE OU LOUCURA?

Em A menina da Neve vamos ter como cenário o Alasca de 1920. Em pleno inverno rigoroso coberto por flocos de neve  vamos viver um conto de fadas com seus encantos, sua magia. Vamos conhecer a história de um casal que tentando fugir das tristezas impostas pela vida vai nos levar por caminhos entre a imaginação e a realidade.

Jack e Mabel mudaram para o Alasca na tentativa de poderem ter uma vida tranquila e longe da angústia de terem que conviver com seus familiares, com seus olhares de pena por não terem filhos. Dez anos se passaram e ainda sentiam a perda de seu bebê. "Uma coisinha que nasceu imóvel e silenciosa."

Foram morar em lugar isolado de tudo, enfrentando um severo inverno e para sobreviverem Jack teve que  enfrentar sozinho um trabalho pesado cuidando das terras. Mabel cuida da  casa entregue a solidão o dia inteiro. E a escolha que fizeram acaba os deixando distantes um do outro.
"Ele se deitou de lado, de costas para Mabel. Ela esticou a mão, pensou em tocá-lo no ombro, mas baixou o braço e ficou deitada na escuridão, encarando as costas dele."

Jack  todos os dias ia para a plantação, era trabalho demais para um homem na sua idade.  Para ajudar Mabel fazia umas tortas que ele vendia no restaurante do Hotel da cidade. Mas acabou que suspenderam o pedido de tortas e foi nesse dia que Jack conheceu George Benson que vive com sua esposa, Esther, e seus três filhos do outro lado do rio, depois da cidade. Oferece para ajudá-lo a "terminar de preparar a terra" além de convidar Mabel a passar um tempo com Esther proseando sobre cozinha ou costura. Acabam se acertando e quando chega o dia de ação de graças Jack e Mabel vão passar com eles. George dá a ideia dele matar um alce para que possam ter comida para suportar o inverno.


A neve caia forte enquanto Mabel observava Jack lá fora e em meio a essa nevasca os dois trocam olhares o que já fazia tempo que isso não acontecia. Foi nessa noite onde "cada floco de neve" trazia lembranças dos tempos de criança que eles começam a brincar de jogar bolas de neves um no outro e resolvem fazer um boneco de neve. Fizeram uma menina com direito a luvas e um cachecol. Fizeram até o cabelo "com um punhado de capim amarelo."
"- Ela é linda - disse Mabel. Não acha? Ele é linda."

Misteriosamente no dia seguinte o boneco de neve se foi e as luvas e cachecol sumiram, mas durante a noite Jack ao olhar pela janela pareceu ter visto uma menina correndo entre as árvores. Abriu e fechou os olhos para ter certeza do que acabara de  ver.
"Ali estava. Uma imagenzinha em meio às árvores. Aquilo era saia cobrindo pernas? Um cachecol vermelho no pescoço e cabelos brancos caindo nas costas? Pequena. Rápida. Uma menininha. Correndo perto da floresta. Depois desaparecendo nas árvores.

Jack contou para Mabel sobre o que vira e ela acaba também vendo a menina junto com uma raposa. Ele continuava tentando matar um Alce para poder se manter no inverno, mas acabava fracassando até que um dia a menina aparece bem diante dele usando o cachecol vermelho e as luvas da Mabel. Ele saiu correndo atrás dela , mas ela acaba desaparecendo e ao ouvir " um assovio alto e agudo" ele se vira e vê um alce macho bem em sua frente. Enfim ele conseguira matá-lo e "agora tinham comida para o inverno."
"Um casal lutando para se adaptar a uma região selvagem do Alasca está animado com a chegada da criança dos seus sonhos."

Quem será essa menina misteriosa que agora aparece constantemente? Será real ou fruto da imaginação? Como que ninguém acredita no que eles contam? Em meio a tantas dúvidas a verdade é que ela traz um novo sentindo a vida desse casal que começa a aceitar suas escolhas e sentir alegria em seus corações.

"Era fantástico e impossível, mas Mabel sabia que era real — ela e Jack a tinham feito com neve e galhos e capim congelado. A verdade a impressionou. A criança não apenas era um milagre, como também era criação deles. E ninguém cria vida e a abandona."

A Menina da neve foi inspirada em um conto de fadas russo de 1857 chamado "Snegurochka"  e a autora nos transporta por uma história que fala sobre sofrimento, morte, perda,mas também sobre o amor que mantém viva a esperança que existe em cada um de nós.  

"Era uma vez um velho e uma velha que se amavam muito e estavam contentes na vida, exceto por uma grande tristeza - eles não tinham filhos."

Sem palavras para descrever a beleza da capa , da perfeita diagramação e as ilustrações que abrem cada capítulo. É o primeiro livro de estreia da autora Eowyn Ivey que foi finalista na categoria ficção do Prêmio Pulitzer.

É uma história muito bonita, com personagens marcantes, mas teve certos momentos que me senti um pouco perdida. Sem perceber acabei me envolvendo e vivendo intensamente esse conto com um final  tocante, sensível e impossível de não se emocionar.  Só tenho a dizer para que "EMBARQUE NESTE SUSPENSE CONGELANTE." 




Livro cedido pela nossa parceira Editora Novo Conceito


Irene Moreira Amante da comunicação, da arte de ensinar precisa transbordar seus sentimentos, conhecer pessoas, passear por lugares diferentes. Uma forma que a completa é ler e  escrever interagindo com esse mundo virtual. Aprecia uma boa leitura, mas é apaixonada por romances e suspenses.  e-mail  #   facebook   #  twitter  #  skoob


4 comentários

  1. Oi, Irene!
    Realmente, a capa do livro é linda!
    Eu só vejo resenhas lindas sobre esse livro, mas tem algo no livro que não me chama muito atenção...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Eu já estou com esse livro no kobo, a resenha do Luciano me cativou para ele e as outras só endossaram até que claro tive que pegar o e-book!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Irene
    Já estava interessada nesse livro, mas agora depois de ter lido a sua resenha fiquei mais interessada ainda!! Minha nossa, preciso ler esse livro!
    Adorei saber que "A Menina da neve" foi inspirada em um conto de fadas russo de 1857 chamado "Snegurochka" *-*
    Parabéns pelo excelente resenha!
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  4. Irene eu gostei muito do livro, da ambientação, e do quão tocante é a busca de Mabel e Jack ;) O final doeu um pouquinho, mas toda a leitura valeu a pena!

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...